Conselho Tutelar denuncia falta de linhas telefônicas

28/11/2012 13:32

 

Diário do Grande ABCMaíra Sanches
Do Diário do Grande ABC

 

Os 15 conselheiros tutelares que trabalham nas três unidades de Santo André denunciaram ontem que estão há 15 dias sem poder utilizar os três telefones celulares destinados aos plantões por falta de créditos. Depois do expediente das 8h às 18h, os servidores permanecem de plantão por meio das linhas telefônicas móveis até as 7h do dia seguinte. O esquema ocorre sete dias por semana.

Conselheiros utilizam as linhas para receber denúncias da população, acionar delegacias, hospitais, localizar famílias de menores de idade. O problema é que, sem crédito, os aparelhos sequer recebem chamadas.

Durante as duas semanas, conselheiros improvisaram ligações de seus telefones pessoais para atender às demandas da população, falar entre si e contatar demais órgãos públicos. “Tivemos de usar nossas linhas residenciais. Cobramos a Prefeitura e prometeram que iriam resolver os celulares ‘até o fim da tarde e carregados’”, disse uma das conselheiras, Débora Prado, ao alegar que o problema ocorre pela primeira vez.

Os funcionários ameaçaram abrir representação junto ao Ministério Público e paralisar as atividades até a regularização.

Porém, ontem à tarde, depois que o Diário entrou em contato com a Prefeitura, dois telefones utilizados por outros servidores municipais foram destinados aos conselheiros para dar sequência às rotinas diárias de trabalho. “Nunca resolveram um problema do conselho tão rapidamente”, comentou a servidora, surpresa com a notícia.

A Prefeitura atribuiu o atraso na colocação de crédito nas linhas pré-pagas dos conselheiros ao novo sistema de recarga adotado pela operadora, o que teria dificultado a inserção dos valores nos aparelhos no tempo requerido. A administração informou que foi notificada das irregularidades apenas no dia 21.

http://www.dgabc.com.br/News/5996314/conselho-tutelar-denunciafalta-de-linhas-telefonicas.aspx?ref=history